terça-feira, 11 de outubro de 2011

Cavalo "homofóbico" mata gay coitadinho em sexo anal. Abaixo PL 122. Brasília vai tremer dia 1º de junho. Faça sua caravana e compareça em mega-evento Pró-Família e Anti-Sodomia. Ajude a evitar que até os cavalos sejam presos.


Aos que acham o "mundo gay" uma coisa muito "natural", vai a
noticia publicada nessa semana nos jornais The Seattle News e 
The Washington Post:


"Um homossexual morreu nos Estados Unidos depois de ser penetrado
por um cavalo em um sítio que funcionava como um "prostíbulo de
animais" para gays e lésbicas em Enumclaw, 60 km a sudeste de Seattle
(Estado de Washington), de acordo com informações divulgadas pela polícia.


A vítima, um gay que se dizia insaciável, de 40 anos, sofreu graves lesões

internas e seu corpo foi deixado por desconhecidos em um hospital de Seattle,

pouco depois do ato com o animal.

"Do médico legista ao comissário, passando pelos investigadores, ninguém

jamais viu algo remotamente parecido com isto", disse Eric Sortland, chefe
da polícia de Enumclaw. "Seu cólon rompeu, como os órgãos inferiores da
mesma região, e a hemorragia o matou", completou.

As investigações revelaram que o sítio era especializado em zoofilia e oferecia

a seus clientes cavalos, pôneis, cabras, ovelhas e até cães. Tudo era anunciado
pela Internet.

A polícia apreendeu fitas de vídeo com centenas de horas de atos sexuais entre

homens e animais. O código penal do Estado de Washington não proíbe a zoofilia. 


É bem possível que os GLBTs de lá executem o cavalo por crime homofóbico...


Publicado pelo(a) Wiki Repórter Cesar, São Paulo - SP
Jornal do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário