segunda-feira, 17 de outubro de 2011

A vaca de Orlando Silva mira o brejo - MAIS UM LADRÃO NO GOVERNO DILMA

Começa a cair a casa de Orlando Silva, Ministro do Esporte desde 2006.

A revista Veja desta semana bate forte no homem que é o ponto de ligação do governo federal com a Fifa e o Comitê Olímpico Internacional no que tange a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos 2016.

A denúncia: a revista afirma que havia um esquema de desvio de dinheiro público dentro do Ministério dos Esportes usando ONG´s como fachada. O dinheiro iria para o caixa 2 do PC do B, o partido de Orlando Silva e seu antecessor e atual governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz.

Leia também:
Governo do Brasil não sabe quanto custará a Copa do Mundo
Fifa teme que denúncias atrapalhem negociações para a Copa
Fifa e CBF pretendem isolar Orlando Silva

Orlando Silva seria o mentor do esquema desde os tempos em que era secretário-executivo do ministério. De acordo com a acusação, o PC do B teria desviado cerca de 40 milhões de reais desde 2003.

A ONG recebia, sempre segundo a publicação da Editora Abril, a verba do governo depois que pagasse em torno de 20% do valor total do convênio para o esquema. O partido arrumava fornecedores e pessoas que cederiam notas frias para o pagamento.

A reportagem baseia-se em duas fontes.

Uma é o policial militar João Dias Ferreira, militante do partido que foi preso numa operação da Polícia Federal em 2010, que visava justamente deflagrar desvio de dinheiro do programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte - o Segundo Tempo é um programa importante que visa incentivar crianças carentes a praticar atividades esportivas.

A segunda fonte é Célio Soares Pereira, uma espécie de ex-"faz-tudo" no ministério, que fazia as vezes de motorista e mensageiro das pessoas envolvidas no esquema.

Dias Ferreira afirmou que Orlando Silva chegou a receber propina pessoalmente na garagem do ministério do esporte. Parte do dinheiro foi usado para pagar despesas das eleições de 2006.
----------
Embora a acusação bancada pela Revista Veja seja grave, neste momento não é suficiente para derrubar o ministro Orlando Silva, uma vez que não foi apresentado nenhum documento. A reportagem se baseia na acusação de duas pessoas, e não dá para sair por aí derrubando ministro sem um aprofundamento no caso.

A presidenta Dilma já pediu explicações a Orlando Silva, que negou participar de qualquer esquema, como era de se imaginar. É necessário ouvi-lo detalhadamente sobre o assunto. O Ministério Público já anunciou que vai investigar o caso. A partir desta investigação é que saberemos se a vaca de Orlando Silva vai ou não para o brejo da política.

http://br.noticias.yahoo.com/blogs/de-olho-na-copa/hora-em-que-crian%C3%A7a-chora-e-m%C3%A3e-n%C3%A3o-180133878.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário