sexta-feira, 11 de novembro de 2011

EM DEFESA DA VIDA DO DEPUTADO FREIXO

Marcelo Freixo é hoje deputado estadual no Rio de Janeiro pelo PSOL. O parlamentar tem atuação amplamente reconhecida desde quando era professor e ativista dos direitos humanos. Logo após as eleições, o filme “Tropa de Elite 2” estreou e no longa havia um personagem que combatia as milícias inspirado no deputado. Com o enorme sucesso alcançado pelo filme, o nome do Freixo foi potencializado de uma forma extraordinária no cenário nacional. Com isso, também o seu mandato e seus duros discursos contra as milícias e o governo estadual.

 http://www.psolmesdf.blogspot.com/

O mandato do deputado estadual Carlos Giannazi está organizando para a próxima quinta-feira, dia 10 de novembro, às 19h, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Auditório Teotônio Vilela – Av. Pedro Álvares Cabral, 201) um ato em defesa da vida do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ).

Para o ato estão sendo convidadas diversas organizações sociais, políticas e de defesa dos direitos humanos bem como intelectuais, personalidades e parlamentares, independentemente da matiz política.

Com trajetória reconhecidamente vinculada ao combate às organizações criminosas, ao tráfico de armas e defesa dos direitos humanos, como presidente da CPI da Milícias Marcelo Freixo foi responsável pela prisão de centenas de pessoas, envolvendo militares e parlamentares corruptos.

Por seu trabalho exemplar, passou a ser vítima de perseguições e ameaças que se intensificaram na última semana, após a morte da juíza Patrícia Acioli, culminando com o exílio de Freixo e sua família na Europa por recomendação da Anistia Internacional.

No ato do dia 10, queremos nos somar aos que defendem a continuidade do trabalho sério e corajoso – qualidades tão raras na vida política dos dias de hoje – do deputado Freixo e, para tanto, reivindicar das autoridades constituídas a garantia da integridade da vida do deputado e de seus familiares bem como o combate imediato e intransigente às fontes de financiamento e de poder político das milícias cariocas.

O que está em jogo nessa empreitada, além da vida de Freixo e do direito de exercer o mandato para o qual foi eleito democraticamente, é a luta internacional em defesa dos Direitos Humanos e por justiça verdadeira neste país, luta essa tão difícil não só no Rio de Janeiro, mas em todo o Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário