terça-feira, 29 de novembro de 2011

Lobão critica ONGs que não querem hidrelétricas

29 de novembro de 2011 | 20h 17

KARLA MENDES - Agencia Estado

BRASÍLIA - O movimento de Organizações Não-Governamentais (ONGs) contra a construção de grandes hidrelétricas foi duramente criticado ontem pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão."Somos atropelados a cada dia por gênios que querem nos impedir, a todo custo, de construir as hidrelétricas, que são a energia mais limpa e renovávePDESSOINHl do mundo", afirmou Lobão, na abertura do seminário "A Lei do Gás e o Planejamento da Expansão da Malha de Transporte", realizado ontem no Ministério de Minas e Energia.

O ministro destacou que a construção de hidrelétricas, com a usina de Belo Monte, evita o uso de outras fontes energéticas mais poluentes, como o carvão e o óleo, e que há "desinformação a respeito do assunto". Segundo Lobão, há representantes de ONGs que "se infiltram" entre os estudantes universitários para "denegrir" a imagem desses empreendimentos.

O ministro estima que, das cerca de 340 mil ONGs que atuam no mundo, 300 mil "não defendem nossos interesses". As críticas às grandes hidrelétricas brasileiras, segundo (Fim da matéria)

A MEU VER É A OPINIÃO DE UMA PESSOA DESPREPARADA, EGOÍSTA, CORRUPTA E LAMBE-BOTAS  -  DEVE ESTAR FATURANDO MUITÍSSIMO ALTO, LÓGICO, ELE E OS CHEFES DELE. PESSOINHA RIDÍCULA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário